nfora

28.08.2014

* Porto Alegre receberá concurso internacional de azeites de oliva

fonte: http://www.cenariomt.com.br

Um dos pontos altos da primeira Feira Internacional de Negócios em Olivicultura (Finooliva 2014), que ocorre de 2 a 5 de setembro no Centro de Eventos da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), será o Concsurso Internacional de Azeites. O objetivo é que os produtores exponham seus produtos para abrir espaço para um maior incremento no comércio de azeites de alto valor agregado, com preços diretamente proporcionais a essa qualidade.

 

A organização do concurso está a cargo do Centro de Estudos e Promoção do Azeite do Alentejo (Cepaal), entidade portuguesa co-promotora da feira juntamente com a Associação Rio-Grandense de Olivicultores (Argos). Segundo o diretor técnico do Cepaal, Henrique Herculano, o concurso se constitui em uma das iniciativas centrais do evento, na medida em que foca as atenções do público e dos profissionais no elemento essencial da olivicultura. "Esta competição irá juntar dezenas de azeites de várias origens, de Brasil a Portugal, passando por Peru, Chile, Argentina, Espanha e Turquia&

Um dos pontos altos da primeira Feira Internacional de Negócios em Olivicultura (Finooliva 2014), que ocorre de 2 a 5 de setembro no Centro de Eventos da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), será o Concsurso Internacional de Azeites. O objetivo é que os produtores exponham seus produtos para abrir espaço para um maior incremento no comércio de azeites de alto valor agregado, com preços diretamente proporcionais a essa qualidade.

A organização do concurso está a cargo do Centro de Estudos e Promoção do Azeite do Alentejo (Cepaal), entidade portuguesa co-promotora da feira juntamente com a Associação Rio-Grandense de Olivicultores (Argos). Segundo o diretor técnico do Cepaal, Henrique Herculano, o concurso se constitui em uma das iniciativas centrais do evento, na medida em que foca as atenções do público e dos profissionais no elemento essencial da olivicultura. "Esta competição irá juntar dezenas de azeites de várias origens, de Brasil a Portugal, passando por Peru, Chile, Argentina, Espanha e Turquia", salienta.

 

Herculano observa que os atributos exigidos para um azeite premiado passam por sensações intensas de azeitona fresca, verde ou madura, e de outros frutos, como maçã ou banana, e pelo equilíbrio entre os atributos de doce, amargo e picante, e as sensações de frutado. "Igualmente importante é o número de atributos presentes e a forma como estes de conjugam. Em suma, esta iniciativa visa distinguir azeites que se podem considerar verdadeiras preciosidades ao nível sensorial e gastronômico, e de distingui-los aos olhos do setor e, mais importante ainda, aos olhos do consumidor", explica.

 

Para o público geral, será oferecida a possibilidade de provar, avaliar, conhecer e tirar suas conclusões sobre todos os azeites e azeitonas que irão participar da feira, em uma interação produtores, produtos e consumidores. Informações podem ser obtidas no sitewww.fino2014.com.br.

 



Fonte: Rural Centro

Voltar <<

Comentários